Dra, minhas unhas estão com algum problema !

Dra, minhas unhas estão com algum problema !

As unhas são um reflexo de como anda nosso organismo. Elas revelam se você anda cuidando bem de você mesmo, assim como revelam se você cuida bem delas…

As nossas unhas dão pistas de que algo pode estar acontecendo de errado no nosso corpo. Por exemplo, podemos observar:

  • PINTINHAS BRANCAS
  • DESCAMAÇÃO
  • TRAÇOS ESBRANQUIÇADOS
  • MUDANÇAS DE COR , COMO ÁREAS ROSADA, ESVERDEADAS, PÁLIDAS
  • MUDANÇAS NA CURVATURA
  • PONTINHOS AVERMELHADOS OU ARROXEADOS
  • ESPESSAMENTO
  • APARECIMENTO DE UMA ESPÉCIE DE “MASSINHA” EMBAIXO DA UNHA
  • DOR
  • SULCOS E PONTINHOS DEPRIMIDOS
  • MANCHA ESCURA
  • ASPECTO DE QUE ESTÁ TRINCADA

A pele ao redor das unhas, assim como a pele embaixo da unha e a própria lâmina ungueal podem ser o alvo de várias doenças.

Se você observar algum desses sinais acima, é interessante procurar o dermatologista para que o diagnóstico correto seja feito.

Ele irá, através do exame dermatológico, avaliar a presença desses e de outros sinais que possam dar dicas sobre o que está acontecendo.

O exame com o dermatoscópio é de grande valia, pois nos permite enxergar algumas estruturas que as lupas comuns não mostram.

Caso haja necessidade de exames complementares , podem ser pedidos:

  1.  Exames de sangue: apontam deficiência de ferro e vitaminas, alterações de tireóide, glicemia … que são os problemas mais comuns associados a alterações de unhas.
  2. Exame Micológico direto e cultura para fungos: é uma raspagem que serve para confirmar micoses. Também revela exatamente qual o tipo de fungo presente, o que nos ajuda a decidir qual o tipo de medicamento mais eficiente para o caso. Ele demora 7 – 40 dias para ficar pronto.
  3. Clipping ungueal : o médico corta a ponta da lâmina da unha doente e esta será examinada pelo patologista ( como se fosse uma biópsia). Com este material, podem ser feitas várias colorações, de acordo com a necessidade. Ajuda a confirmar micoses e infecções bacterianas, entre outras.
  4. Dependendo do caso, biópsia da lâmina da unha e/ou da pele abaixo da unha também pode ser realizada. É uma pequena cirurgia, realizada no próprio consultório médico. Imprescindível para descartar câncer de pele desta região.

Para desespero geral, há muitas pessoas que apresentam unhas frágeis e nenhum sinal de doença ao exame médico…. Nesses casos, é importante checar:

se há algum COMPONENTE FAMILIAR de problemas nas unhas. “ Alguns parentes também têm o mesmo sintoma” …

  • se o problema ocorre DESDE A INFÂNCIA : isso pode significar que é uma característica sua. Não é doença. E nem terá cura…
  • se você está fazendo alguma atividade que comprometa a saúde das unhas: trabalhos que envolvem muita DIGITAÇÃO, HÁBITO DE ROER OU CUTUCAR as unhas ou traumas diretos
  • se faz parte do processo de ENVELHECIMENTO. Alguns problemas como alterações de circulação e hormonais podem fragilizar as unhas.

Se qualquer forma, até você procurar o seu dermatologista, há algumas coisas simples que podem ser feitas para minimizar os danos:

  • não roer unhas
  • deixar as unhas CURTAS
  • usar removedores SEM ACETONA
  • HIDRATAR as unhas e a pele ao redor, com hidratante comum, várias vezes ao dia
  • reduzir os dias com uso de esmaltes
  • aplicar uma BASE FORTALECEDORA boa antes do esmalte colorido, se não tiver como não usar o esmalte
  • usar sapatos confortáveis, que não apertem os dedos
  • cortar as unhas de forma reta ( NÃO ARREDONDAR OS CANTOS)
  • evitar machucar as cutículas com o alicate
  • melhorar a alimentação e sono
  • evitar esportes ou atividades que provoquem traumas
  • NÃO USAR OS MESMOS ALICATES , LIXAS E ESMALTES ( sim, e esmaltes !!!) que outras pessoas. Pelo risco de contaminação de micose e outras doenças infecciosas
  • TROCAR DE MEIAS TODOS OS DIAS, dando prefêrencia a meias de algodão

Grande beijo e boa semana !!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *